Contato Ao Médico Artigos Exames Parcerias Resultados Convênios Unidades Laborclin

Cada teste de laboratório possui uma série de características que determinam a qualidade da informação por ele fornecida. Assim:

Exatidão: é a capacidade do método de fornecer resultados próximos do valor verdadeiro.

Precisão: é a capacidade do método de fornecer resultados reprodutíveis entre si. Um método pode ser preciso e não ser exato.

Sensibilidade analítica: refere-se ao menor valor que o teste consegue diferenciar de zero.

Sensibilidade diagnóstica: é a probabilidade de que um resultado seja anormal ou positivo na presença de doença.

Especificidade analítica: refere-se á capacidade do teste em identificar apenas a substância em questão.

Especificidade diagnóstica: refere-se á probabilidade do resultado ser normal ou negativo na ausência da doença.

Os conceitos de sensibilidade e especificidade diagnósticas são úteis na avaliação de testes laboratoriais porém , na prática diária, o que mais nos interessa é sabermos, diante de resultado positivo ou negativo, qual a probabilidade do paciente ter ou não a doença que está sob investigação , ou seja, qual o valor preditivo de um teste de diagnóstico, entretanto, surgem outras variáveis importantes além de sensibilidade e da especificidade diagnósticas, uma vez que o valor preditivo não é fixo, variando de acordo com a prevalência da doença na população á qual pertence o paciente. Assim, valores preditivos podem ser definidos com as seguintes equações:

Valor preditivo positivo = PX sensibilidade

PX sensibilidade + (1-P) (1-especificidade)

Valor preditivo negativo = (1-P) X especificidade

(1-P) X especificidade + P (1- sensibilidade)

onde P = prevalência da doença na população á qual o teste foi aplicado.

Como se pode observar , para um mesmo teste, o valor preditivo de um resultado positivo será tanto maior quanto maior for a prevalência da da doença na população analisada. Um exemplo atual: um resultado de um teste para detecção de anticorpos anti – HIV terá um valor preditivo maior se o teste estiver sendo aplicado a um paciente pertencente a um grupo de risco. Por outro lado, o valor de um resultado negativo relaciona-se inversamente com a prevalência da doença na população . Ainda utilizando o exemplo anterior, o valor preditivo negativo será maior na população geral do que um paciente pertencente a um grupo de risco. Um corolário destas observações é que um valor de um teste laboratorial é diretamente proporcional á qualidade de triagem pré teste, ou seja, á qualidade da obtenção e interpretação da anamnese e do exame clínico que levaram á suspeita diagnóstica. A compreensão dos conceitos expostos contribui para melhor uma otimização da relação custo – benefício.


<MMString:LoadString id="insertbar/copyright" />
 
Home | Contato
Laborclin Rio Preto 2009 - Todos os direitos reservados
  Fone: 17 3334.5555
Rua Rio Preto, 3203| São José do Rio Preto | SP